A atividade de revisão textual: uma análise da proposta de livros didáticos de língua portuguesa

Fernanda Aparecida da Silva, Helena Maria Ferreira

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo discorrer sobre as concepções teórico-metodológicas, que embasam o ensino de escrita no contexto escolar. Para a consecução do objetivo proposto foi realizada uma pesquisa teórica, embasada em teóricos como Guedes (2009), Antunes (2004), Soares (2009) entre outros. Tal pesquisa contemplou uma discussão acerca dos usos e das funções sociais da escrita, sobre a constituição da autoria e das etapas de produção textual: planejamento, escrita propriamente dita, revisão e reescrita. Com vistas a complementar o estudo teórico, foi realizada uma análise da proposta de trabalho de dois livros didáticos de língua portuguesa destinados a alunos do 3º ano de Ensino Médio. A partir da análise empreendida, foi possível constatar que os livros apresentam uma proposta parcialmente condizente com os pressupostos defendidos pelos teóricos estudados, no entanto, apresentam limitações no que diz respeito às estratégias para práticas de revisão e reescrita dos textos produzidos pelos alunos, o que interfere negativamente na realização de um trabalho efetivamente colaborativo.

Palavras-chave


Revisão de textos; produção de textos; escrita

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Emília; FERREIRA, Mauro; LEITE, Ricardo; ANTÔNIO, Severino. Português: Novas palavras: literatura, gramática, redação. Vol. 3, Coleção Novas Palavras. Ensino Médio. São Paulo: FTD, 2013.

ANTUNES, Irandé. Aula de Português: encontro e interação. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BALTAR, M. A competência discursiva através dos gêneros textuais: uma experiência com o jornal de sala de aula. 139 p. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2003.

BONINI, A. Metodologia do Ensino de Produção Textual: a perspectiva da enunciação e o papel da psicolingüística. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 20, n. 1, p. 25 -50, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação; Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEEF, 1998.

BRASIL, Ministério da Educação. Orientações curriculares para o ensino médio: Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. 239 p., v. 1.

BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sócio-discursivo. Trad. Anna Rachel Machado, Péricles Cunha, - São Paulo: EDUC, 1999.

BUNZEN JR., C. S. Livro didático de Língua Portuguesa: um gênero do discurso. Dissertação de Mestrado. Campinas/SP, Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, 2005.

DUARTE, E. de F. A revisão de texto nos livros didáticos: em busca de sentido. In: COLELLO, S. M. G. (Org.). Textos em contextos: reflexões sobre o ensino da língua escrita. Editora: Summus, 2011.

FIAD, R. S. O professor escrevendo e ensinando a escrever. Contexto & Educação, Ijuí, vol. 4, n. 16, p. 72-78, Out./Dez, 1989.

FIAD, R. S.; MAYRINK-SABINSON, M. L. T. A escrita como trabalho. In: MARTINS, M. H. Questões de linguagem. São Paulo: Contexto, p. 54-63, 2001.

GARCEZ, L.H.C. A escrita e o outro: os modos de participação na construção do texto. Brasília: UNB, 1ª reimpressão, 2010.

GERALDI, João Wanderley. Portos de Passagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003. p. 115- 165.

GUEDES, P. C. A formação do professor de português: que língua vamos ensinar? São Paulo: Parábola, 2006.

GUEDES, P. C. Da redação à produção textual: o ensino da escrita. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

LEITE, E. G.; PEREIRA, R.C.M. O livro didático de português e o trabalho com a produção escrita: análise das solicitações de reescrita textual. Calidoscópio, Rio Grande do Sul, v. 8, n. 1, 2010. Disponível em: Acesso em: 02 de out. de 2014.

MAIA, J. D. Português. São Paulo: Ática, 2010, vol. único. Atualizado.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, A. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. Gêneros textuais & ensino. 4 ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 19-36.

MENEGASSI, J.R. A revisão de textos na formação docente inicial. In: GONÇALVES, A.V; BAZARIM, M. Interação, Gêneros e Letramento. 2. ed. Campinas. Pontes Editores: 2013.

MOTTA-ROTH, D. O ensino de produção textual com base em atividades sociais e gêneros textuais. Revista Linguagem em (Dis)curso. v. 9, n. 3. set/dez 2006. Disponível em http://www3.unisul.br/paginas/ensino/pos/linguagem/0603/07.htm. Acesso em 5 fev. de 2013.

OLIVEIRA, R. R. F. Revisão de textos: da prática à teoria. Natal: Edufrn, 2010.

KATO, M. A. No mundo da escrita: uma perspectiva psicolingüística. 5. ed. São Paulo: Ática, 1995.

PINTON, F. M.; GONÇALVES, A. C. T.. O ensino de produção textual em diferentes perspectivas teóricas. Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), 2012.

POLATO, A.D. M. A mediação do professor nas diferentes etapas da produção textual escrita. In: V ENIEDUC - Encontro Interdisciplinar de Educação, 2013, Campo Mourão, 2013. Disponível em: < http://www.fecilcam.br/anais/v_enieduc/data/uploads/letras/trabscompletos/let01704829950.pdf>. Acesso em 21 ago. de 2014.

ROCHA, Regina Braz Silva Santos. A escrita argumentativa: Diálogos com um livro de português. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2010. Disponível em: http://www4.pucsp.br/pos/lael/laelinf/teses/17_regina_ braz.pdf. Acesso em: 12 ago de 2014.

ROJO, R. H. R. O texto como unidade e o gênero como objeto de ensino de Língua Portuguesa. In: TRAVAGLIA, L. C. (Org.). Encontros na Linguagem - Estudos Linguísticos e Literários. Uberlândia, MG: EDUFU, 2006, p. 51-80.

ROJO, R. Letramentos Múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

RUIZ, E. D. Como corrigir redações na escola. São Paulo: Contexto, 2010.

SOARES, D. de. Produção e revisão textual: Um guia para professores de Português e de Línguas Estrangeiras. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2009.

TRAVAGLIA, L.C. Gramática e Interação: Uma proposta para o ensino de gramática no 1º e 2º graus. São Paulo: Cortez, 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Caletroscópio - Revista do Programa de Pós-graduação em Letras: Estudos da Linguagem da Universidade Federal de Ouro Preto

ISSN (on-line): 2318-4574  - Qualis CAPES: B2


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional