Análise da distinção de adjunto adnominal preposicionado e complemento nominal de substantivo: uma perspectiva cognitiva

Adriana Maria Tenuta de Azevedo, Anya Karina Campos D' Almeida e Pinho

Resumo


Este artigo apresenta uma investigação acerca da existência de motivações cognitivas para se distinguirem adjuntos adnominais preposicionados (AA) de complementos nominais de substantivos (CN). O estudo proposto por gramáticas normativas (GNs) e gramáticas descritivas (GDs) sobre CN e AA permite três generalizações: a) CNs e  AAs podem se ligar a substantivos que indicam ação, sendo que o termo em questão será CN quando for paciente da ação expressa pelo substantivo e AA quando for agente; b) CNs não se ligam a substantivos concretos; c) todos os sintagmas com a forma "de + X" ligados a um substantivo serão pós-modificadores desse substantivo. Propõe-se aqui  a verificação da validade dessas generalizações por meio da Semântica de Frames, de Fillmore (1975), e da Teoria da Mesclagem, de Fauconnier e Turner (1995, 1998), analisando-se o tipo de mescla formada pela união entre substantivos (concretos e indicadores de ação) e o termo X. 


Palavras-chave


Complemento Nominal de substantivos; Adjunto Nominal preposicionado; Semântica de Frames; Teoria da Mesclagem.

Texto completo:

PDF

Referências


CHAFE, W. L. Significado e Estrutura Linguística: tradução de Maria Helena de Moura Neves, Odette Gertrudes Luiza Altmann de Souza Campos e Sônia Veasey Rodrigues. Rio de Janeiro: Livros técncios e científicos,1979.

FILLMORE, C. J. Frame semantics. In Linguistics in the morning calm - selected papers forn SICOL-1981. Hanshin Publishing Company. Korea: Seoul, 1982.

_______. The case for case. In: E. Bach and R. Harms (Editors). In: Universals in Linguistics Theory. New York: Holt, Rinehart &Winston, 1968.

FAUCONNIER, G.; TURNER, M. The way we think: conceptual blending and the mind's hidden complexities. Basic Books. New York, 2002.

_______. Conceptual Blending, form and meaning. Recherches en communication, nº 19 (2003). Disponível em http://tecfa.unige.ch/tecfa/maltt/cofor-1/textes/Fauconnier-Turner03.pdf. Acesso em 09/02/2015.

TENUTA, A. M. Uma breve introdução à Teoria dos Espaços Mentais e da Teoria da Mesclagem. In: HERMONT, A. B; ESPÍRITO SANTO, R. S. do; CAVALCANTE, S. M. S. (Org.) Linguagem e Cognição: diferentes perspectivas - de cada lugar um outro olhar. Belo Horizonte: Ed. PUC Minas, p. 85-103, 2010.

TURNER, M. Compression ad representation. Language and literature. London, Thousand Oaks. CA and New Delhi. Vol. 15 (1), p. 17-27, 2006.

CASTILHO, A. T. Demonstrativos. In. ILLARI, R.; NEVES, M. H. de M. (Org). Gramática do Português Culto Falado no Brasil. v. 2. Campinas: Editora Unicamp, 2008.

PERINI, M. A. Gramática Descritiva do Português. 4ª Ed. São Paulo: Editora Ática, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Caletroscópio - Revista do Programa de Pós-graduação em Letras: Estudos da Linguagem da Universidade Federal de Ouro Preto

ISSN (on-line): 2318-4574  - Qualis CAPES: B2


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional