A ordem dos clíticos em lexias verbais simples: uma análise sociolinguística em atas mineiras

Natalia Figueiredo Silva

Resumo


A presente pesquisa objetiva descrever e analisar, com base em corpus composto por atas mineiras novecentistas do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, os padrões de ordenação dos clíticos nas lexias verbais simples. À luz das orientações teórico metodológicas da sociolinguistica quantitativa de base Laboviana, serão descritas as formas variantes pré-verbal (se apoia), pós-verbal (apoia-se) e intra-verbal (apoiar-se-ia), que, posteriormente, serão submetidas ao pacote de programas Goldvarb-X (2001). O gatilho inicial para este estudo foram constatações que autores e estudiosos fizeram, de que há uma preferência no português brasileiro pela próclise. Por isso, pretende-se averiguar se os mineiros deixaram-se ou não guiar pelo padrão lusitano de colocação pronominal, conjecturando-se, pois, que este padrão tenha guiado a produção das atas mineiras novecentistas. Preliminarmente, pode-se dizer que a estratégia de ordenação pronominal a ocorrência do padrão pré-verbal (próclise), padrão de ordenação preferencial do português brasileiro prevaleceu nos dados analisados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Caletroscópio - Revista do Programa de Pós-graduação em Letras: Estudos da Linguagem da Universidade Federal de Ouro Preto

ISSN (on-line): 2318-4574  - Qualis CAPES: B2


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional